20 de out de 2012

Chevrolet Bel-Air Nomad 1957

Hoje eu encontrei essa Nomad aqui pela Zona Oeste. Um amigo meu já havia comentado sobre esse carro, na época que conversamos ele me falou de um Bel-Air que estava em uma garagem já faz anos e que o pai dele quando criança via esse carro jogado nessa garagem e mais tarde havia tentando comprá-lo sem sucesso. Ele me contou que tinha nascido algumas árvores na frente da garagem o que dificultaria um pouco as fotos. Alguns meses se passaram e eu acabei esquecendo de ir ver esse carro mas hoje pela manhã eu estava na rua com um amigo e aproveitamos para visitar outro amigo nosso que também tem carros antigos para pôr o papo em dia e no decorrer da conversa esse amigo que tinhamos ido visitar nos contou de uma Perua antiga que estava guardada a anos em uma garagem e que já estava até trancanda por algumas arvores, na hora lembrei da história que meu outro amigo tinha contato e associei ao local, como estávamos perto de onde o carro estaria fomos logo procurá-lo, ao entrar na rua onde estaria o carro fomos procurando nas garagens e como não vimos nada perguntamos para um pedestre sobre um tal carro antigo guardado por ali e fomos informados precisamente onde ele se encontrava e que a única forma de vê-lo seria entrando no terreno ao lado devido as árvores. Ao chegar no terreno perguntamos para o senhor responsável pelo local se poderíamos entrar para ver o carro da garagem ao lado, ele nos autorizou e informou que o carro era extremamente antigo. Ao ver o local onde o carro estava tive uma grande surpresa com a quantidade de árvores que nasceram nesses anos e impossibilitam o carro de sair, são dezenas de árvores e por sinal são bem grandes o que confirma o fato do carro está a décadas ali.


Quando eu e o meu amigo batemos os olhos no carro ficamos loucos, se tratava de um dos carros antigos que eu mais admiro e em seu modelo mais clássico e que até então eu nunca tinha visto pessoalmente e maior que o entusiasmo pelo carro foi o entusiasmo pela situação em que o carro se encontra, a curiosidade de entender por que ficou ali durante tanto tempo mesmo tendo um dono que não cogitava vendê-lo, marcas do tempo que ficaram no carro como ferrugens em locais específicos onde não seriam muito comum e ainda pelo fato do carro está em local coberto, a placa do Estado da Guanabara de 4 numeros que é algo inédito para mim e outros detalhes que me fazem viajar imaginando a possível história do carro. Hoje eu estava sem tempo mas pretendo voltar lá novamente para tentar conversar com alguém. Fiquem com as outras fotos.

7 comentários:

  1. Incrível as fotos, já imaginou um desses restaurado? Muito bom.

    ResponderExcluir
  2. Caramba, uma pena. Um carro desse merece uma restauração. Ficaria uma ótima história. Em qual bairro que está o carro ? Está por aqui por Campo Grande?

    ResponderExcluir
  3. E aí, voltou lá descobrir algo mais? Esse carro merece a investigação.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não voltei Leonardo, estou esperando acerta algumas coisas aqui para poder ir até la.

    ResponderExcluir
  5. Meu amigo, corra atrás, se vc não conseguir comprar me indique onde está e te dou uma comissão caso haja negócio ok? boa sorte um abraço, Tiago.

    ResponderExcluir
  6. Qial a rua que se encontra esse veiculo ?

    ResponderExcluir
  7. Qual endereço que se localiza gostaria de dar uma olhada !

    ResponderExcluir