8 de ago de 2011

Lotus Carlton

No fim dos anos 80 a Opel não queria ficar atrás da BMW e Mercedes em termos de sedans de luxo de alto desempenho, para fazer frente aos concorrentes a Opel encarregou a Lotus que fazia parte da GM na época de elaborar algo a altura. A base escolhida foi o Opel/Vauxhall Omega GSI.

Na parte externa a diferença ficava por conta do Spoiler, entradas de ar, emblemas da Lotus e outros adereços, no interior o destaque era o velocímetro que marca até 300 km/h.

O motor base era o 6 cilindros em linha de 3.0 litros com modificações feitas pela Lotus para alcançar 3.615 cilindradas e a adição de duas turbinas Garrett T25 fazendo a potência chegar em 377 cavalos, a caixa era manual de 6 velocidades derivada do Corvette C4 ZR1.

Com esse conjunto o Carlton era um dos sedans mais rápidos da sua época, fazia de 0 a 100 em 5.2 segundos, de 0 a 400 metros em 13.5 segundos e embora a fábrica afirmasse que sua velocidade final fosse de 280 km/h o carro chegava aos 300 km/h.

Ele era oferecido apenas na cor Imperial Green que se trata de um verde escuro próximo do preto. A princípio a GM pretendia fabricar 1100 unidades porem só foram produzidas 950 entre 1990 e 1992 das quais 320 eram Vauxhall e as outras 630 eram Opel.




Lotus Carlton 1991 Lotus Carlton 1991 Lotus Carlton 1991

Lotus Carlton 1991 Lotus Carlton 1991 Lotus Carlton 1991

Lotus Carlton 1991 Lotus Carlton 1991 Lotus Carlton 1991

Nenhum comentário:

Postar um comentário